Leila Nishi

Arquiteta de formação, Leila trabalhou durante muito tempo com projetos de identidade visual e design gráfico, fazia cenários, criava brindes, montava vitrines e de repente se apaixonou pela escultura em papel. “Tudo começou quase por brincadeira, quando aceitei o desafio de fazer um enorme personagem de papel para a vitrine inaugural de uma papelaria em São Paulo. Deu tão certo que decidi continuar.” Conta Leila. Seu trabalho exige sensibilidade muito aguçada no manuseio material, por isso conta com uma refinada equipe de apoio formada por artesões. Leila concebe a obra e depois é auxiliada no corte, na formatação e na colagem das peças. A artista explora volumes combinados com cores, obtendo um resultado tridimensional de impacto, mas também adota o branco e o tom cru do papel para conseguir um efeito de sombras extremamente delicado e elegante.